in

Polícia conclui que houve crime na queda de avião que matou Gabriel Diniz

Instagram Gabriel Diniz

A morte do cantor Gabriel Diniz é um dos assuntos mais comentados das últimas 24 horas. O artista estava em um avião monomotor, que caiu na cidade de Estância, no Sergipe. O cantor viajava de Salvador para Maceió.

Publicidade

Ele se encontraria com a noiva, que fez aniversário no domingo (26), enquanto ele fazia show na cidade baiana de Feira de Santana. Tudo indica que GD, como é chamado por amigos, pediria Karoline em casamento.

Aeronave não tinha permissão para estar com Gabriel Diniz

Publicidade

A aeronave de matrícula PTKLO pertencia ao Aeroclube de Alagoas. No status de operação que consta no site do Registro Aeronáutico Brasileiro mostra que “operação negada para táxi aéreo“.

Publicidade

A aeronavegabilidade constava como normal e o avião havia sido comprado pelos atuais proprietários no dia 18 de outubro de 1988. Além de Gabriel Diniz, morreram também o piloto e o copiloto no acidente.

Publicidade

Uso do avião para táxi aéreo configura crime

Gabriel Diniz teria pago R$ 4 mil pelo voo entre Salvador e Maceió. O uso para fins indevidos da aeronave caracteriza-se como crime, de acordo com publicação da Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC).

Este crime está previsto no artigo 261 do Código Penal Brasil. “Expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea: Pena – reclusão, de dois a cinco anos”, diz o artigo.

A aeronave que caiu só poderia ser usada para instrução de voo. Gabriel Diniz, provavelmente, embarcou no voo sem saber dessa informação. As investigações da polícia continuam e podem ter desdobramentos nos próximos dias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!