in

A verdade por trás do live-action de Caverna do Dragão; saiba tudo

Reprodução: Renault Brasil

Uma grande especulação rondou a internet nas últimas semanas sobre a produção de mais uma live-action este ano. Trata-se de ‘Caverna do Dragão’, famoso desenho exibido nas manhãs da Globo nos anos 80 e 90 e que conquistou uma legião de fãs e admiradores.

Publicidade

A polêmica começou com a divulgação de imagens dos personagens desse desenho em sua versão ‘real’, ‘humana’, e logo pensou-se que vinha por aí mais uma live-action – filmes com versões ‘reais’ de desenhos animados já consagrados pelo público , como tantas que estão estreando nos cinemas em 2019.

Entretanto, o mistério chegou ao fim nessa quinta-feira, 23 de maio. A versão ‘humana’ dos personagens Eric, Hank, Presto, Diana, Sheila e Bobby não é um filme, mas um comercial da montadora francesa Renault para promover o novo Kwid Outsider. A propaganda dura menos de dois minutos e foi veiculada na TV (inclusive, no intervalo do Jornal Nacional, da Globo) e na internet.

Publicidade

E trata-se de uma versão brasileira, criada pela agência de publicidade DPZT, e que recebeu autorização da empresa detentora dos direitos autorais da franquia, a internacional Hasbro, que aprovou não só o roteiro mas toda a caracterização dos personagens.

Publicidade

Ao menos no comercial, a história sem fim dos seis jovens perdidos em um mundo inóspito e desolado tem um final feliz – obviamente, protagonizado pelo automóvel da Renault. O carro leva os guerreiros de volta ao seu mundo de origem, tal como os fãs sempre desejaram – e que nunca aconteceu no desenho animado.

Publicidade

De acordo com o diretor de criação da DPZT, Rafael Urenha, o objetivo da campanha foi dialogar com o potencial público-alvo do novo Kwid uilizando elementos emocionais de sua infância, no caso, o desenho ‘Caverna do Dragão’. “É um presente para o público, e não só uma simples campanha. Precisávamos satisfazer essa vontade de ‘quero mais’ dos fãs”, disse.

Os fãs, claro, já deixaram a dica para que a ação se concretize, futuramente, em uma versão estendida e, quem sabe, um longa-metragem. “Se a Renault quiser, pode ganhar dinheiro só com a produção de um longa de ‘Caverna do Dragão'”, comentou um seguidor da marca no Facebook.

Rafael Urenha já deu a dica: “Se teremos um último episódio com 25 minutos ou até mesmo um longa? Só o tempo dirá“.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Fabrício Veloso

Jornalista por formação e muita paixão, radialista, fã de boas histórias e de ótimos 'causos'.
Desde 2004, atuo nesse fascinante e desafiador mundo das notícias e da Comunicação.
Contato: fagvbh@gmail.com