in

Repórter acusa Otávio Mesquita de assédio e dispara contra o apresentador: ‘Pessoa fria e sempre me queria’

Instagram/Otávio Mesquita/Bárbara Koboldt

Na última semana, a repórter Bárbara Koboldt usou as redes sociais para interagir com fãs e seguidores e acabou fazendo uma grave acusação contra Otávio Mesquita. De acordo com o Jornal Extra, a repórter e o apresentador trabalharam juntos por cerca de 7 anos. Durante um papo com internautas, Bárbara falou sobre a personalidade de Otávio.

Publicidade

Segundo a repórter, o apresentador seria uma pessoa “fria”, que nunca havia levado seu trabalho a sério. Bárbara ainda afirmou que Otávio Mesquita só gostava de manter relações com pessoas ricas e que nunca reconhecia o trabalho da equipe. Koboldt também revelou que teria sido assediada pelo apresentador.

A repórter ainda sugeriu que as pessoas visitassem o Instagram de Otávio e conferissem quantas vezes ele teria prestigiado algum repórter. Ao ser questionada por um seguidor sobre ter gostado de trabalhar com o apresentador, Bárbara afirmou que poderia ter sido paga melhor pelos seus serviços.

Publicidade

Pessoa fria, nunca me levou a sério. Me chamava de ‘louquinha’, achava que eu vivia aprontando por aí e que usava drogas. Nunca entendi o por quê. E ‘sempre me queria’, sabe?”, disse a repórter. A declaração de Bárbara repercutiu nas redes sociais. A loira ainda citou o nome de alguns famosos que haviam sido antipáticos durante entrevistas, como Paula Burlamaqui, Adriana Lessa e José de Abreu.

Publicidade

Otávio Mesquita se defende de acusação

Segundo o site Yahoo, após as declarações feitas por Bárbara Koboldt, Otávio Mesquita se pronunciou. O apresentador garantiu que a relação com a repórter sempre foi profissional e respeitosa. “Ela deve estar chateada por estar fora do ar porque sempre a tratei muito bem, sempre tive muito respeito. Para se ter uma ideia, eu que a convidei para trabalhar comigo há 10 anos. A Bárbara sempre foi divertida, ela é amiga da minha ex-mulher”, se defendeu o famoso. Otávio disse, ainda, que não falaria mal da ex-colega de trabalho, e que ela não deveria “estar bem”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade