in

‘Diabão’ sai em defesa de ‘mulher demônia’ e diz que é feliz ao lado da esposa: ‘Sou muito grato a Deus’

Um casal chamou atenção nas redes sociais nas últimas semanas. Michel Praddo e Carol Praddo, conhecidos como “Diabão” e “Mulher Demônia” são adeptos às modificações corporais e causam controvérsias por onde passam. De acordo com o site G1, nesta sexta-feira (5), Diabão saiu em defesa da esposa e rebateu críticas recebidas através das redes sociais.

Publicidade

Carol Praddo possui cerca de 60% do corpo tatuado, chifres na testa, pigmentação nos olhos, língua bifurcada, entre outras modificações. Segundo Michel, que prefere ser chamado de Diabão, o casal só se incomoda com a falta de respeito de algumas pessoas, mas que se sentem felizes com suas aparências.

Diabão revelou, ainda, que em certo período de sua vida, as críticas lhe incomodavam muito, mas que passou a superar o preconceito das pessoas. O tatuador afirmou que é ruim quando o casal é vítima de comportamentos agressivos ou julgamentos pela aparência. Diabão tem 85% da pele tatuada, chifres, dentes alongados, além de ter removido as orelhas e parte do nariz.

Publicidade

Sobre o casamento, Diabão conta que conheceu a esposa em um estúdio de tatuagem há mais de 10 anos e nunca mais se separaram. O tatuador ressalta o amor e o respeito que mantém na relação com a esposa. “Sou muito grato a Deus pela família e pelo meu casamento. Poucos têm essa chance. Talvez, em vez de julgar, eles devessem aprender sobre o que é amor, o que é família”, disse Michel.

Publicidade

Diabão e a Mulher Demônia passaram a realizar as transformações corporais juntos. O tatuador também falou sobre a conexão com a esposa e disse acreditar ter encontrado sua alma gêmea. Juntos, o casal teve um filho. Diabão também ressaltou a união da família e contou que todos estão sempre juntos.

Publicidade
Publicidade
Destaque: Mulher quase é presa por emagrecer demais! Confira
Publicidade
Publicidade