in

Joelma expõe drama da Covid-19 em entrevista ao Fantástico: ’60 dias em cima de uma cama’

Reprodução Globo

A cantora Joelma foi personagem de reportagem do Fantástico neste domingo. A revista eletrônica da TV Globo mostrou casos de pessoas que continuam apresentando sintomas de Covid-19, doença causada pelo coronavírus, meses depois de terem sido diagnosticadas. Este é o caso de Joelma.

Publicidade

A cantora revelou que quando contraiu a Covid-19 teve a visão afetada e via tudo embaçado. A artista também contou que tinha problemas de memória e esquecia de coisas simples. “Eu não consigo sentir o cheiro das coisas. Esses sintomas vieram depois de quase dois meses”, revelou Joelma.

Ela afirmou que não sente cheiro e sabor dos alimentos e que chegou a usar uma banana para empurrar a comida guela abaixo. Segundo ela, os alimentos tinham um sabor de borracha. Joelma deu mais detalhes de seu estado de saúde, após contrair Covid-19.

Publicidade

Joelma ficou 60 dias em cima de uma cama

Perguntada pelo repórter Álvaro Pereira Júnior sobre o período em que ficou realmente mal por causa da Covid-19, Joelma surpreendeu com a resposta. “Eu fiquei 60 dias em cima de uma cama. De não ter energia. Pra falar, era um esforço físico muito grande”, afirmou Joelma.
Inchaço nos seios também foi um dos sintomas da cantora.

Publicidade

A artista também revelou que só agora está voltando a se sentir melhor. Há três dias, a respiração melhorou. Até então, ela não conseguia cantar. Por fim, Joelma deu um recado a todos e pediu para as pessoas se cuidarem. De acordo com a reportagem do Fantástico, a explicação para o que aconteceu com Joelma pode ser a resposta das defesas do organismo à doença. As defesas continuam superativadas, mesmo após vencerem o vírus.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!