in

Padre Reginaldo Manzotti critica católicos não praticantes: ‘um saco de batata’

Instagram

Convidado para uma entrevista exclusiva ao colunista Léo Dias, do portal Metrópoles, o padre Reginaldo Manzotti abordou diversos assuntos em um papo que durou quase 20 minutos. Além de revelar detalhes do início da sua vida como sacerdote, o religioso mostrou preocupação com o futuro do cristianismo.

Publicidade

Questionado por Léo Dias sobre o aumento de pessoas que afirmam ser “católicas não praticantes”, Manzotti não poupou críticas a este tipo de comportamento, e fez uma grande explanação sobre sua opinião.

“Eu tenho pavor dessa palavra. Pra mim ou é católico ou é um saco de batata. Não tem conversa. O cara é ou não é. É milho ou pipoca. Muitos falam da memória afetiva da família tradicional católica, mas não fez o encontro com Jesus Cristo”, disse Manzotti, continuando na sequência.

Publicidade

“Eu sinto que o números dos cristãos já diminuiu, dos católicos muito mais. Nós estamos numa crise de fé. O Islamismo cresce assustadoramente, eu não estou fazendo uma crítica ao Islamismo, apenas estou fazendo uma contestação, acredito com o Papa Bento XVI só vai restar um tipo de cristão: os apaixonados por Jesus. Nós estamos vivendo um martírio muito grande dos cristãos e as pessoas estão debandando, há um vandalismo crescente com as imagens, com as igrejas. Então a pessoa ou faz o encontro com a pessoa de Jesus Cristo de fato, ou ela não vai ser nada”, disse o religioso.

Publicidade

Confira a entrevista na íntegra abaixo (esse trecho está disponível a partir do minuto 15):

Publicidade


Sucesso 

Recentemente, o padre Reginaldo Manzotti lançou o seu 20º livro. A obra intitulada de “As Muralhas Vão Cair” já vendeu cerca de 5,4 milhões de cópias, e vem sendo sucesso de vendas nas principais livrarias do país.

Além do prestígio com livros e CDS, o religioso ostenta uma audiência maciça no rádio, onde tem seu programa retransmitido em milhares de emissoras do Brasil.

Publicidade
Publicidade