in

Jornal Nacional rebate declaração polêmica de Bolsonaro sobre o Auxílio Emergencial: ‘Exagerou’

Reprodução Globo / Facebook Jair Bolsonaro

Amplamente aguardado pelos espectadores, o Jornal Nacional, da TV Globo, da última terça-feira (22) repercutiu algumas declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. Entre os temas destacados pelo chefe do Executivo que rendeu polêmica esteve o Auxílio Emergencial, e o telejornal global não perdoou.

Publicidade

Em seu discurso, o presidente disse que o governo federal vem ajudando os brasileiros com o Auxílio Emergencial, que se somadas todas as parcelas alcançam a casa do US$ 1000. No entanto, na conversão da moeda, nem mesmo nos melhores cenários isso seria possível para grande parte dos beneficiários.

“Bolsonaro exagerou no número pago aos beneficiários. A quantia básica entre abril e agosto foi de R$ 600. A partir de setembro houve redução para R$ 300. O total previsto é de R$ 4.200 até dezembro para quem receber todas as parcelas.”, disparou a jornalista Delis Ortiz, responsável por conduzir a reportagem.

Publicidade

No discurso, Bolsonaro disse que pagou o benefício de 1 mil dólares para 65 milhões de família. A jornalista, no entanto, destacou que o montante só pode ser atingido por uma pequena parcela, formada por mulheres solteiras, que recebem o Auxílio Emergencial em cota dupla desde o início. 

Publicidade

Indefinição

Até o momento, a Caixa Econômica Federal não divulgou o calendário referente às novas cotas para os inscritos no programa Auxílio Emergencial via site, aplicativo e Cadastro Único. Somente quem integra o Bolsa Família já conhece o calendário e vem recebendo.

Publicidade

Repercussão

O Jornal Nacional ainda repercutiu críticas de parlamentares de oposição contra Jair Bolsonaro, entre eles a deputada Perpétua Almeida, líder do PCdoB na Câmara, e Rogério Carvalho, líder do PT, e do CONASS.

Publicidade
Publicidade
Publicidade