in

Carla Vilhena diz que foi acusada de roubo e expõe situação delicada na Globo: ‘documentos, carteira, dinheiro’

Rede Globo

Carla Vilhena, famosa por ter sido âncora do Jornal Nacional e trabalhar no Fantástico, usou o Twitter no último domingo (13) para contar aos seguidores uma situação que teria vivenciado no passado e gerou a maior confusão. A jornalista relatou que foi acusada de roubo e detalhou passo a passo como tudo teria ocorrido.

Publicidade

Carla contou que visitava Brasília para fazer uma matéria para o Fantástico, quando tomou um táxi na companhia de um produtor do programa. Voltando para o aeroporto, a jornalista disse que o motorista se identificou como um fã e pediu para tirar foto. Vilhena de pronto atendeu, como narrou no Twitter.

Ao deixar o táxi e aguardar o seu voo para São Paulo, Carla retirou sua bagagem do veículo e viu que acabou ficando uma pasta no carro. A jornalista, disse que mostrou ao produtor, que pegou a tal pasta. Acomodados no avião, a jornalista e o colega de trabalho seguiram viagem tranquilamente. Quando pousaram em São Paulo, novamente a pasta ia ficando para trás.

Publicidade

Carla contou que alertou o amigo, que pegou a pasta novamente. Do aeroporto eles foram para a redação do Fantástico na Globo e trabalharam normalmente. No dia seguinte, ao retornar ao trabalho, Carla contou que lá estava a pasta no chão, próxima a uma mesa.

Publicidade

Foi quando o telefone tocou e o chefe da jornalista deu o recado:  “Carla, recebemos uma ligação da redação de Brasília. Um taxista foi lá se queixar de que você ROUBOU A PASTA DELE, cheia de documentos pessoais, carteira, dinheiro, etc… e ele MOSTROU UMA FOTO SUA COM ELE PRA COMPROVAR”.

Publicidade

Sem entender nada e diante da situação delicada, Carla questionou ao produtor sobre a pasta e ele afirmou não ser dele. A pasta também não era da jornalista, como o rapaz acreditou que fosse. O clima tenso deu lugar a descontração e todos entenderam que havia ocorrido um grande mal-entendido, com a pasta pega por engano. O objeto posteriormente foi devolvida ao dono.

Publicidade
Publicidade