in

Bispo detona padre Robson por escândalos e vídeo viraliza na web: ‘Lugar de padre não é no palco’

Mais Goiás

As polêmicas acerca dos supostos crimes que o padre Robson teria cometido, entre eles o desvio de milhões da Afipe (Associação Filhos do Pai Eterno) para gastos fora das atividades religiosas, caiu como uma bomba na igreja católica. Nos últimos dias, um vídeo de um sermão feito pelo bispo Dom Silvio Dutra, da Diocese de Vacarias, no Rio Grande do Sul, acabou viralizando, por conta das duras críticas do religioso ao padre afastado. 

Publicidade

O vídeo foi gravado no dia 26 de agosto, quando o bispo aparece tecendo fortes comentários sobre a postura de Robson e de religiosos que focam dinheiro, e construções milionárias para as igreja.

Segundo Dom Silvio Dutra, Jesus não precisa de megatemplos, e muito menos de sinos com valor R$ 6 milhões. Enfático, o bispo ainda disse que apesar das denúncias ainda não terem sido comprovadas pelas investigações, que seguem em curso, ele acredita que “onde há fumaça, pode ser, com muita certeza, que haja fogo”.

Publicidade

Publicidade

“Talvez esse escândalo que está para ser confirmado é uma ação do Espírito Santo para dizer que não é essa a igreja que ele quer, Deus não quer uma igreja de show. O lugar do padre não é no palco, o lugar do padre é no altar e a serviço do irmão”, comentou o bispo Dom Silvio.

Publicidade

Dutra ainda destacou que vários idosos se esforçam para ajudar a igreja no aspecto financeiro, mas disse que esse não é o foco. “Nossa igreja deixou de ser de comunidade e passou a ser uma igreja de guru”, disparou o bispo.

Dom Silvio Guterres Dutra, Bispo Diocesano de Vacaria (RS) faz homilia contundente que está repercutindo nas redes sociais e no interior da Igreja. É admirável sua coragem e franqueza!

Gepostet von Jaime C. Patias am Freitag, 28. August 2020

Altas cifras

Nas investigações da Operação Vendilhões, o Ministério Público de Goiás, denunciou Robson por suspeita de desvio de dinheiro promovido pela Afipe. O religioso é acusado de lavagem de dinheiro, tendo movimentado cerca de R$ 2 bilhões em 10 anos. Parte dos donativos dos fiéis foram utilizados para compra de fazendas e uma casa de praia.

A Operação Vendilhões foi deflagrada após investigações acerca do crime de extorsão que Robson acabou sendo vítima, onde para não ter segredos revelados, pagou R$ 2 milhões aos hackers que o extorquiam nos últimos anos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade