in

Maju Coutinho exibe cenas de violência policial, mas uma informação importante não é divulgada

Reprodução Globo

O Jornal Hoje, apresentado por Maju Coutinho, deu mais uma notícia de violência policial nos Estados Unidos. O caso aconteceu no dia 23 de março, mas as imagens foram passadas pela polícia à família no fim do mês passado. A família divulgou as imagens para a imprensa. O homem negro, identificado como Daniel Prude, de 41 anos, morreu dias depois.

Publicidade

“(Ele) morava em Chicago e estava visitando o irmão em Rochester, aqui no estado de Nova York. Aí ele saiu de casa e passou a correr nu pelas ruas da cidade. Foi o próprio irmão que chamou a polícia. As imagens das câmeras dos policiais mostram o que aconteceu durante esse encontro e essas imagens são no mínimo pertubardoras a gente precisa avisar”, contou o repórter Tiago Eltz.

“Polícia pede que Prude deite no chão, ele obedece, é algemado e fica ali sentado, nu no chão. A situação parece controlada, os policiais parecem calmos e aí um policial coloca um capuz na cabeça do Prude, que fica agitado e passa a se contorcer no chão”, completou o correspondente em Nova York.

Publicidade

Outro telejornal da Globo acrescentou informação ao caso

No Bom Dia Brasil, Ana Paula Araújo também noticiou o caso ocorrido nos Estados Unidos, mas deu uma informação que faltou no relato do repórter Tiago Eltz. “Ele fica agitado, diz que tem coronavírus e cospe nos policiais”, explicou a jornalista. 

Publicidade

O capuz é usado pela polícia para evitar que suspeitos presos cuspam ou mordam. Tiago Eltz contou no Jornal Hoje que o item causa muita polêmica nos Estados Unidos e há quem critique o uso durante as abordagens policiais.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!