in

Alvo de ataques racistas, Maju Coutinho quebra silêncio e não deixa barato em entrevista

Reprodução - TV Globo

Vivenciando um momento de total ascensão em sua carreira, a jornalista Maju Coutinho conseguiu se firmar na apresentação do Jornal Hoje e tem se destacado cada vez mais. Apesar de todo o protagonismo, a ex-garota do tempo do Jornal Nacional tem sofrido com ataques racistas nas redes sociais. Capa da revista Raça Brasil, Maju afirmou estar cada vez mais disposta a lutar contra o preconceito.

Publicidade

Além das ofensas racistas, Maju Coutinho tem sofrido ataques de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais. Na entrevista ao veículo impresso, a jornalista utilizou a palavra responsabilidade, e disse se orgulhar de ser símbolo de representatividade para os negros.

“Sou marcada com frequência em postagens de fotos e vídeos de crianças negras na frente da tela da TV com minha imagem ao fundo, apresentando o JH. Geralmente, a legenda das publicações menciona a importância da representatividade. Essas postagens são como presentes nestes tempos tensos que estamos vivendo”, disse a jornalista, que neste ano assumiu o comando do Jornal Hoje, substituindo a experiente Sandra Annenberg, que atualmente está à frente do Globo Repórter.

Publicidade

Maju ainda classificou o momento como de total intolerância para algumas pessoas, que se mostram incomodados com fatos que venham a contrariar sua posição ideológica, extravasando ódio, com ofensas pesadas. 

Publicidade

Polêmica com haters

Questionada sobre os ataques sofridos por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, Maju disse ignorá-los, mas afirmou que cogita à Justiça nos casos mais graves, para exemplificar que nenhum crime deve ficar sem punição.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade