in

Após ser acusada pelo assassinato do marido, Flordelis pede ajuda a deputadas: ‘Vou para a prisão’

Globo

Na última segunda-feira (24), Flordelis foi denunciada pela morte do marido, o pastor Anderson do Carmo. Junto à deputada, 10 familiares também foram denunciados pelo crime. Flordelis não pode ser presa por causa da imunidade parlamentar. De acordo com o Jornal Estadão, a pastora pediu ajuda para outras deputadas diante da iminência de sua prisão.

Publicidade

Flordelis enviou uma mensagem às colegas da mesa via aplicativo. Nas mensagens, a deputada reafirma que não matou ou mandou matar o marido, e pede ajuda para que seu mandato não seja cassado, já que, nesse caso, poderá ir para a prisão.

A pastora clamou para que as deputadas não deixem que façam isso com ela, e prometeu que provará sua inocência. Flordelis afirma, ainda, que uma de suas filhas teria enviado as mensagens se passando por ela, e que os motivos seriam esclarecidos.

Publicidade

Não fui julgada, nem condenada. Fui indiciada, denunciada pela Promotoria. Tenho direito de lutar para provar minha inocência, mas se cassarem meu mandato, estão me tirando o direito de lutar, porque vou para prisão”, disse Flordelis. Ainda segundo o Estadão, a deputada Flordelis afirma que enviará o depoimento da filha à polícia no próximo domingo (30).

Publicidade

Nessa mensagem, a deputada diz que sua filha pegou seu celular e enviou as mensagens sem que ela soubesse. “Minha filha confessou em juízo que pegou meu celular e escreveu e enviou as mensagens se fazendo passar por mim para conseguir o que ela queria
. Vou enviar no domingo o depoimento dela. Minha outra filha também me pediu perdão porque fez a mesma coisa
“, dizia o texto enviado por Flordelis.

Publicidade

Em outro trecho da mensagem, Flordelis revela que o marido Anderson do Carmo estaria fazendo coisas que seriam reveladas nos próximos dias, e que ela não sabia o que iria acontecer. Por fim, a deputada pede que a deixem solta para que ela possa provar sua inocência e lutar por justiça pela morte do marido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade