in

Flordelis, Padre Robson e João de Deus viram alvo: ‘não é religião, é caráter’

Twitter Dan Portugal

Nos últimos dias, o Brasil se viu diante de denúncias graves contra o padre Robson de Oliveira Pereira, pároco da Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade, no estado de Goiás. O padre é investigado por desvio milionário de doações da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). Padre e presidente da Afipe, Robson pediu afastamento das funções na semana passada.

Publicidade

No início desta semana, outra denúncia envolvendo um religioso chamou a atenção. A deputada federal e pastora evangélica Flordelis, de 59 anos, foi denunciada pelo Ministério Público pela morte do pastor Anderson do Carmo, seu marido. O MP acusa a deputada de ser a mandante do crime. Cinco filhos e uma neta estão presos. Flordelis não porque tem imunidade parlamentar.

Um outro caso envolvendo um religioso que marcou o Brasil foi o do médium João Deus, de 78 anos, que atendia pessoas em um centro espírita na cidade de Abadiânia, em Goiás. João de Deus foi condenado pelo estupro de centenas de mulheres e ficará longos anos na cadeia.

Publicidade

Religião e falta de caráter

João de Deus é o único dos três que foi oficialmente condenado pela Justiça. Flordelis é ré e o padre Robson é investigado. Os três têm tido as suas imagens usadas por pessoas que estão postando uma frase fazendo uma comparação entre religião e caráter.

Publicidade

A frase, que você já deve ter visto nos stories do Instagram, WhatsApp ou em outras redes sociais, é postada tanto por quem é religioso como por quem não é. Além dos escândalos envolvendo as três figuras, todas elas são celebridades em seus meios. Curiosamente, um é espírita, outro é católico e uma é evangélica.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!