in

Passado revelado: pastor Anderson do Carmo foi ‘filho’ e genro de Flordelis antes de se casar com a deputada

Rede Globo / Montagem Ghean Fernandes

Na última segunda-feira (23), a operação Lucas 12, que investiga o assassinato do pastor Anderson do Carmo, apontou Flordelis como a mandante do crime e prendeu filhos e neta da deputada. A família que era considerada modelo de amor e solidariedade começou a ruir desde que a morte de Anderson ganhou os noticiários e as investigações apontaram a participação dos filhos e da pastora no homicídio.

Publicidade

Na noite de ontem, o Jornal Nacional exibiu uma matéria sobre o caso e trouxe novidades sobre os laços familiares que envolveram Flordelis e Anderson, revelando um passado que poucos sabiam. Segundo a reportagem, o pastor foi um dos filhos adotivos acolhido pela deputada há cerca de 30 anos atrás.

Anderson fez parte da ‘primeira geração’ dos filhos adotados por Flordelis, que era composta pelo pastor, Carlos André, Mizael e Cristiana. Nessa época, a deputada já tinha três filhos biológicos e Anderson acabou namorando com Simone, uma das filhas da pastora.

Publicidade

No ano de 1998, Anderson do Carmo, que havia sido genro da Flordelis, acabou se casando com a pastora, 16 anos mais velha. Juntos, a deputada e o pastor formaram uma família com mais de 50 filhos e se tornaram sinônimo de ‘pais perfeitos’ até o conto de fadas dar lugar a um cenário de história policial. Assista à matéria do JN na íntegra:

Publicidade

A reportagem da Globo ainda contou que a ‘primeira geração’ dos filhos adotivos de Flordelis tinha tratamento diferenciado do restante dos outros filhos. Na casa da deputada, eles comiam das melhores comidas e dormiam nos melhores quartos, enquanto o restante dos filhos tinham que se contentar com outro tipo de realidade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade