in

Flordelis é mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, diz polícia

Foram presos na manhã desta segunda-feira pela Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPJR) nove pessoas que teriam envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo, morto na porta de sua casa com mais de 30 tiros em junho de 2019.

Publicidade

A operação batizada de “Lucas 12” apontou que a viúva de Anderson, a deputada Federal Flordelis (PSD-RJ), foi quem mandou matar o marido. Por ter imunidade parlamentar, Flordelis não pode ser presa. 

Entre os presos, estão seis filhos do casal, uma neta, um ex-PM e a mulher dele. 

Publicidade

Os policiais cumpriram na manhã desta segunda-feira 17 mandados de busca e apreensão, que aconteceram no Rio de janeiro, São Gonçalo e Niterói.

Publicidade

Uma das buscas foi na casa da parlamentar, em Niterói, no bairro Pendotiba. O apartamento da deputada em Brasília também foi alvo. Os policiais chegaram por lá antes das 7 da manhã, e saíram carregando vários malotes.

Publicidade

Flordelis teria tentado matar o marido por outras quatro vezes

As investigações apontaram que Flordelis teria tentado matar o marido pelo menos quatro vezes, um delas, inclusive, envenenado.

Foi apurado que a deputada federal planejava o crime desde 2018, e tudo por poder e questões financeiras – já que era Anderson quem controlava todo o dinheiro da esposa.

Agora a deputada responderá por cinco crimes: homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso. Pelo envenenamento, ela responderá por tentativa de homicídio.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.