in

Após contrair Covid-19, Padre Antonio Maria coroa Nossa Senhora como Rainha do coronavírus em missa

Reprodução - Instagram Antonio Maria

Depois de ser infectado pela Covid-19, e enxergar a contaminação como algo positivo para se colocar no lugar das pessoas que perderam entes queridos e motivo para reflexão, o padre Antonio Maria realizou na manhã deste domingo (23), uma missa para coroar Nossa Senhora como Rainha do coronavírus.

Publicidade

Na celebração que foi realizada em um mosteiro onde o religioso vive, e transmitida nas redes sociais, o sacerdote fez a coroação da santa, suplicando para que a mesma interceda no combate ao cenário de pandemia, que assola a população mundial. 

“Nossa Senhora vai esmagar a cabeça da serpente chamada coronavírus”, disse padre Antonio Maria.

Publicidade

Publicidade

Oração

“É com toda a confiança, que venho a ti, Mãe Maria, entregar a teus cuidados essa triste pandemia. Afasta, Mãe, para sempre, de teus filhos esse mal! A coroa que te damos, do nosso amor é sinal. Reina, Mãe, sobre esse vírus, esmagando o seu poder. És a grande intercessora, vem agora nos valer. Na coroa, Mãe querida, vai nosso amor e carinho, em troca afasta o corona, ó Mãe do Novo Caminho”, diz a oração.

 

Testagem positiva para a Covid-19

Há quase duas semanas, o religioso comunicou em vídeo enviado para o programa de Sônia Abrão, na RedeTV!, que havia testado positivo para a doença, e que vinha recebendo todos os cuidados no Mosteiro Ain Karim, que vive nos últimos anos. O espaço foi construído pelo sacerdote e é situado em Jacareí, no interior de São Paulo.

Padre Antonio Maria não desenvolveu sintomas mais graves da Covid-19, e não precisou ir ao hospital, sendo tratado pela irmãs do mosteiro.

“Não precisei ir ao hospital me internar. As irmãzinhas do mosteiro estão cuidando de mim. Apesar de estar com o vírus, não tive grandes problemas, meu pulmão não ficou comprometido, tive um pouco de tosse só”,  afirmou o religioso, que optou por ver o lado positivo do diagnóstico da doença, se colocando na “pele” de pessoas que perderam entes próximos para a Covid-19.

Publicidade
Publicidade
Publicidade