in

Padre Robson de Oliveira teria movimentado mais de R$ 1 bilhão na construção de basílica

Época

O caso envolvendo o Robson de Oliveira Pereira, de 46 anos, virou o principal assunto do país. Chamado de padre celebridade, Robson de Oliveira Pereira teria movimentado cerca de R$ 1,7 bilhão para a construção de uma basílica na cidade de Trindade, a 23 km de Goiânia, capital. 

Publicidade

O projeto, segundo informações do site da revista Época, teria começado ainda em 2011, porém até hoje essa obra segue inacabada. Para terminar a obra da basílica de Trindade, o Robson de Oliveira Pereira teria impulsionado doações através da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), que ele preside. 

Para chegar ao cálculo de gastos em torno da basílica, uma investigação foi realizada pelo Ministério Público do Estado de Goiás. Essa investigação entendeu que houve um desvio de dinheiro doado pelos fiéis. O Ministério Público, inclusive, chegou a pedir a prisão do padre Robson à justiça, mas esse pedido foi negado. 

Publicidade

Para o Ministério Público, a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), através do Padre Robson, funcionava como uma organização criminosa e o religioso seria o chefe dessa organização. Esse órgão utilizava recursos obtidos com as doações de fiéis para compras pessoais, como apartamentos, fazendas e até mesmo uma casa de praia, encontrada na Bahia.

Publicidade

O padre nega as acusações.“Sempre estive e continuo à disposição do Ministério Público. Por isso, esse meu pedido de afastamento vai me permitir colaborar com as apurações da melhor forma e com total transparência para que seja confirmado que toda doação que fazemos ao Pai Eterno”, disse ele em um vídeo que acabou tendo grande repercussão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.