in

Bonner e Renata começam Jornal Nacional com a dura realidade brasileira e cenas são fortes

Reprodução: Globo

O Jornal Nacional desta quinta-feira (20) começou com uma notícia que mostra a dura realidade brasileira em meio a pandemia do novo coronavírus. Logo após o “boa noite”, de William Bonner e Renata Vasconcellos, a escalada lida pelos jornalistas destacou a situação dos índios de aldeias do Mato Grosso do Sul.

Publicidade

“A Covid avança entre índios do Centro-oeste”, afirmou Renata. “E a organização Médicos Sem Fronteiras não recebe autorização para ajudar”, disse Renata logo em seguida. Enquanto eles falavam, eram exibidas imagens fortes de covas sendo abertas para enterrar os índios que vivem ali.

Depois de outras manchetes, Renata abriu o Jornal Nacional anunciando a primeira reportagem do dia. “A situação é crítica nas aldeias de Aquidauana, em Mato Grosso do Sul. A pandemia faz vítimas entre os índios. Eles se queixam de falta de apoio e a organização Médicos sem Fronteiras não recebe autorização para ajudar”, afirmou a apresentadora.

Publicidade

Reportagem do Jornal Nacional mostra o casos em aldeias

O telejornal mais assistido da TV brasileira exibiu reportagem sobre a situação em aldeias do Mato Grosso do Sul. Os números são preocupantes. De acordo com dados do Ministério da Saúde, as aldeias do estado registram 956 casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e 33 mortes.

Publicidade

Em todo o Brasil, o número de óbitos ultrapassou a marca de 112 mil e não há previsão de quando o número vai parar de crescer. A repórter Claudia Gaigher informou que os índios pediram ajuda pela internet. Após denúncias, a prefeitura de Aquidauana e a Secretaria Especial de Saúde Indígena se movimentaram e enviaram equipes médicas ao local.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!