in

Ao vivo no Jornal Nacional, William Bonner corre para dar a notícia mais polêmica do dia

William Bonner abriu o Jornal Nacional com ênfase em uma dos destaques da chamada inicial do telejornal mais popular do país.

Publicidade

Nele, logo após falar sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial até o fim do ano, o apresentador soltou uma bomba na casa das famílias brasileiras, especialmente aquelas que possuem filhos em idade escolar.

O presidente da República sancionou, com vetos, uma Lei que permite a flexibilização do ano letivo em 2020, podendo fazer com que o ano estudantil seja mais curto do que o mínimo aceitável.

Publicidade

O teor principal da lei é de que, para todas as faixas escolares, não será obrigatório que as instituições cumpram o mínimo de 200 dias letivos no ano. Essa atitude tomada pelo presidente foi devido aos efeitos da pandemia de coronavírus.

Publicidade

Na matéria de William Bonner, especialistas divergem sobre o tema

“Eu acompanho o que outros governos estão fazendo, inclusive repúblicas federativas têm feito para garantir uma resposta educacional à Covid. Em todos eles, o Ministério da Educação e, portanto, o governo central teve um papel importante em coordenar a política educacional nesse momento tão delicado.”, afirmou um dos especialistas que deram sua posição em relação à lei sancionada pelo presidente.

Publicidade

Jornal Nacional dá destaque aos números da Covid-19 no Brasil

Outro ponto que sempre é martelado no jornalismo da principal emissora do país, é o número de casos de coronavírus no Brasil. Atualmente são aproximadamente 3.460.000 casos confirmados, sendo quase 112 mil o número de vítimas fatais. 

Cerca de 2.600.000 pessoas que contraíram a Covid-19 conseguiram se recuperar durante o tratamento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.