in

Maju Coutinho abre o Jornal Hoje com reportagem de cortar o coração

Reprodução Globo

Maju Coutinho começou o Jornal Hoje desta quarta-feira (19) com uma reportagem emocionante sobre a morte da primeira vítima da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, no Brasil. A mulher de 57 anos morava no bairro de Cidade Tirantes, extremo da zona leste de cidade de São Paulo.

Publicidade

“O Jornal Hoje começa essa edição com uma reportagem que mostra o drama da família da primeira vítima do coronavírus no país, no dia 12 de março. É a dona Rosana Aparecida Urbano, que morava em São Paulo e tinha 57 anos. A doença ainda matou a mãe, o pai e dois irmãos de dona Rosana”, afirmou Maju Coutinho ao chamar a reportagem.

O Ministério da Saúde também considera a morte de dona Rosana como a primeira causada pelo novo coronavírus no país. O resultado positivo Covid-19 só foi divulgado no dia 30 de abril. Anteriormente, a morte de um homem dias depois de Rosana era considerada a primeira no país. A Bruna Vieira contou detalhes da família que perdeu cinco pessoas desde o dia 12 de março.

Publicidade

Jornal Hoje exibe reportagem de fazer chorar sobre a Covid-19

Publicidade

A repórter Bruna Vieira entrevistou Thaís Aparecida Urbano da Silva, filha de Rosana. Visivelmente abalada, a mulher contou detalhes da tragédia que se abateu sobre sua família por causa da Covid-19. Os detalhes são de cortar o coração.

Publicidade

“Primeiro falecimento foi da mãe. Logo após a minha avó. Em seguida o meu tio. Depois o meu avô. E por último a minha tia. Tudo num período de 40 a 50 dias, de um pro outro, e todos com Covid-19”, disse ela, emocionada. A jovem também afirmou que o avô, de 93 anos, ficou mal com a perda da filha e da esposa e se entregou à doença.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!