in

Bruna Marquezine criticou manifestação religiosa contra aborto em criança de 10 anos

A atriz Bruna Marquezine não se calou diante do assunto mais comentado no país. No domingo, dia 16, a morena resolveu comentar, em sua rede social, o que pensa da violência que a criança de 10 anos passou nas mãos de um abusador e o direito que ela tem de interromper a gravidez.

Publicidade

Indignada, Bruna desabafou: “E não tem nenhum religioso na porta da delegacia, exigindo a prisão do monstro criminoso que estuprou a sobrinha e está foragido. A religiosidade é uma doença. Estamos falando de um CRIANÇA DE 10 ANOS. Isso não é ser pró-vida, isso é ser ignorante, limitado e CRUEL”.

Fãs da atriz responderam seu comentário, deixando opiniões parecidas com a de Marquezine. A Maria F. Machado disse: “A religiosidade não é uma doença. O EXTREMISMO é. Sou católica e nenhuma dessas pessoas me representam, de maneira alguma. Há de se conhecer os dogmas para que em algum momento sejam ‘julgados’, não são atitudes de um grupo seleto de pessoas que se conhece o catolicismo”. 

Publicidade

Novidades sobre a carreira da atriz Bruna Marquezine 

Afastada das novelas desde o folhetim Deus Salve o Rei, em 2018, a Globo não renovou contrato com a profissional de interpretação, mas fãs já estão pedindo a presença da atriz nas novelas. Na última semana, ela teria prometido, a quem acompanha a sua carreira, que em breve estará trazendo novidades.

Publicidade

O nome de Bruna é citado como integrante da série Conquest, da Netflix, estrelada por Keanu Reeves. A confirmação ainda não foi feira pela artista. A plataforma de streaming também não se manifestou até o momento, mas tudo indica que as novidades virão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Valeria Soares

Aqui você fica por dentro de tudo que acontece no mundo dos famosos e muito mais.