in

Bonner e Renata começam JN e depois do ‘boa noite’ dão a notícia mais triste do dia

Reprodução Globo

Todos os dias, milhões de brasileiros se reúnem em frente à TV para assistirem ao Jornal Nacional, exibido pela Rede Globo. O principal telejornal da TV brasileira é apresentado por Renata Vasconcellos e William Bonner e lidera a audiência em todo o Brasil.

Publicidade

Nesta quinta-feira (13), os jornalistas começaram o JN com a notícia mais triste do dia. Logo depois de darem boa notícia aos telespectadores, Renata deu a primeira manchete da edição do Jornal Nacional. “O Brasil tem mais de 105 mil mortes provocadas pela Covid”, anunciou a jornalista.

“Numa reunião com a Organização Mundial da Saúde, o ministro interino Eduardo Pazuello não menciona as vítimas”, afirmou Bonner. “E destaca o número de brasileiros que se recuperaram”, prosseguiu Renata na escalada (principais destaques do dia).

Publicidade

Jornal Nacional faz ampla cobertura da pandemia

Desde março, o Jornal Nacional e toda a equipe de jornalismo da Rede Globo tem feito ampla cobertura da pandemia do coronavírus. Os números de audiência comprovam que milhões de brasileiros passaram a se informar pela maior emissora do país durante o período de isolamento social. Apesar disso, críticas à Globo e ao seu departamento de jornalismo são comuns nas redes sociais. Para alguns, a emissora espalha pânico ao dar notícias sobre mortes na pandemia.

Publicidade

No mês passado, o JN introduziu um quadro com o jornalista Márcio Gomes, direto de São Paulo, detalhando os dados da Covid-19. Na noite desta quarta-feira, o número de mortes passava de 105 mil (105.564). Este número de mortes foi registrado em cinco meses do primeiro óbito no país.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!