in

Qual o motivo de Fina Estampa ser considerada tão ruim nos dias atuais?

Após declarações do ator Marco Pigossi em uma live, debate sobre Fina Estampa reacende novamente na internet. Por que Fina Estampa é considerada uma novela tão ruim nos dias atuais? Esse questionamento já havia sido realizado por parte do público quando a reprise do folhetim de Aguinaldo Silva na Globo começou a ser reexibido na emissora carioca.

Publicidade

O ator que interpretou o personagem Rafael na trama levantou a questão. Durante um bate papo com João Vicente de Castro, o famoso disparou: “Essa novela deveria ser proibida de reprisar, porque são tantas barbaridades”, ressaltou Marco Pigossi. O famoso fez questão de frisar que dificilmente a trama estaria livre de problemas se fosse feita nos dias de hoje.

O intérprete de Rafael disse que é uma loucura reprisar a trama e afirmou que tem vergonha de algumas coisas que são faladas no folhetim, inclusive, de suas mechas loiras que foram usadas na ocasião. Para o ator a trama envelheceu mal, apesar de alcançar bons índices de audiência em sua reprise. Afinal de contas, qual o motivo de Fina Estampa ser tão ruim nos dias atuais? Veja abaixo alguns itens que levam a essa conclusão.

Publicidade

Crô

Na época, ele foi um xodozinho do público, mas sua forma caricata retratada na trama abriu debate sobre a maneira que os homossexuais são retratados nas telinhas. Crô era ofendido por sua patroa o tempo todo e nunca se opunha a situação. Pelo contrário, o mordomo a idolatrava a chamando de Rainha do Nilo ou Nerfetiti.

Publicidade

Baltazar

Na trama, ele começou como um agressor de mulheres e acabou não tendo esse ponto resolvido. Acabou se tornando paixão platônica de Crô e ficou subentendido que sua agressividade com a esposa seria em virtude de uma sexualidade mal resolvida.

Publicidade

Teresa Cristina

A antagonista da trama parecia mais uma típica vilã dos filmes da Disney. Ao tentar fazer suas maldades, Teresa Cristina acabava sempre se dando muito mal e nunca conseguia realizar os planos maléficos. A personagem fala de forma rebuscada e ainda chama o mordomo de slave, que quer dizer escravo em inglês.

Absurdos da trama

O folhetim é cheio de clichês, como o filho que sente vergonha da mãe pobre e da milionária e seu amor proibido com um pobre. A vida da protagonista sofre mudança através de uma loteria e o anúncio é feito em tempo real, sem considerar a grande violência que assola o Brasil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.