in

Sikêra Jr. sofre dura punição após ter ofendido trans que interpretou Jesus e pede ajuda às igrejas

Reprodução - Youtube

O apresentador Sikêra Jr, da RedeTV!, foi condenado a pagar R$30 mil de indenização para a modelo transexual Viviany Beleboni. Em 2015, a modelo ficou famosa por interpretar Jesus Cristo crucificado em uma encenação realizada durante a Parada do Orgulho LGBT. As informações são do colunista Rogério Gentile, da Folha de São Paulo.

Publicidade

Em fevereiro deste ano, Sikêra Jr. utilizou a imagem da modelo ao abordar um crime cometido por um casal de mulheres lésbicas. Além do uso indevido das imagens, o apresentador teceu fortes comentários: “isto é um lixo, uma bosta, uma raça desgraçada”, em seu comentário, que teve uma ampla repercussão nas redes sociais e no público LGBT.

Na autuação, o apresentador da RedeTV! se defendeu, afirmando que em nenhum momento quis comparar Viviany com as assassinas, e que apenas deu a sua opinião, mostrando ser contrário ao comportamento de movimentos, como a Parada Gay, para com símbolos do cristianismo.

Publicidade

Pediu ajuda

No Alerta Nacional desta sexta-feira (07), Sikêra Júnior se posicionou sobre o caso. Alegando se “sentir só” na causa, o apresentador pediu ajudar às igrejas cristãs. 

Publicidade

“Eu preciso do apoio do Brasil, senão vão engolir a gente mais uma vez. Eu preciso do seu apoio, da Igreja Católica, da igreja evangélica, ecumênica, budista, enfim, eclesiástica! Agora é a hora da união de quem acredita em Jesus Cristo”, disse o apresentador durante o seu programa.

Publicidade

Na decisão, que ainda cabe recurso da defesa do apresentador, o juiz Sidney da Silva Braga apontou que a imagem da modelo deve ser retirada da reportagem que foi publicada no Youtube.

Publicidade
Publicidade
Publicidade