in

Pastor Valdemiro Santiago se dá mal e pode ter que pagar indenização, após venda dos ‘feijões mágicos’

G1

A ação do pastor Valdemiro Santiago acabou tendo uma reviravolta, como mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias G1 nesta terça-feira, 4 de agosto. Isso porque o Ministério Público Federal (MPF) quer que Valdemiro Santiago pague uma indenização pela venda de “feijão mágico”. O religioso chegou a colocar à venda feijões que, segundo ele, curariam até o coronavírus.

Publicidade

Valdemiro Santiago pode pagar indenização de R$ 300 mil, após venda de feijões

O Ministério Público Federal quer que Valdemiro Santiago pague uma indenização avaliada em R$ 300 mil. Essa ação seria por danos morais coletivos, já que não há qualquer informação científica de que feijões seriam capazes de curar a Covid-19. 

Valdemiro Santiago é líder de uma igreja evangélica, a Igreja Mundial do Reino de Deus. Ele costuma usar as redes sociais e um canal de televisão para pedir doações para sua entidade.

Publicidade

Ministério da Saúde também é alvo de ação do MPF, em polêmica do feijão

Nas imagens que geram agora a ação do Ministério Público Federal, Valdemiro Santiago diz que sementes de Feijão e fé seriam capazes de curar doenças, como a Covid-19. Valdemiro chega a mostrar, até mesmo, um suposto fiel que teria se curado da doença usando o feijão.

Publicidade

Até mesmo um suposto atestado é mostrado no vídeo. Além do próprio religioso, o Ministério da Saúde vai responder uma ação por ter retirado informações do seu site contra o vídeo. Valdemiro Santiago ainda não se pronunciou sobre a ação ajuizada pelo órgão vinculado à justiça federal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.