in

Caso Flordelis: deputada toma atitude polêmica em meio a depoimento e deixa polícia a ver navios

G1

A deputada federal Flordelis, do PSD, deveria comparecer nesta segunda-feira, 20 de julho, prestar depoimento na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente da cidade de Niterói, no Rio de Janeiro. No entanto, a parlamentar não compareceu ao depoimento à polícia.

Publicidade

A atitude da mulher do pastor Anderson do Carmo, assassinado no ano passado no Rio de Janeiro, deu o que falar. Isso porque ela é acusada de manter uma menor de idade em casa, sem ter uma adoção oficial, desde que tinha apenas 8 anos. De acordo com a defesa de Flordelis, ela teria outros assuntos para resolver e que, por isso, não pôde ir até à delegacia para resolver mais essa pendência. 

Deputada Flordelis não vai ao depoimento à polícia e advogados dizem que ela tinha outros compromissos

Flordelis já tinha prestado esclarecimentos sobre o assunto em setembro do ano passado ao Conselho Tutelar. Na época, ela falou sobre uma investigação que gira em torno dela não ter documentos que comprovassem que a menina que foi morar com ela, hoje uma adolescente, teria sido ou não adotada de forma legal. 

Publicidade

A deputada federal, na ocasião, chegou a dizer que abriu um processo de adoção para a menina em 2014, mas que esse ainda não havia chegado ao fim. De acordo com informações do portal de notícias G1, esses documentos, no entanto, não teriam sido mostrados até o momento. 

Publicidade

Lembrando que essa não é a única investigação da polícia civil que envolve a deputada Flordelis. Ela também considerada uma das suspeitas de ter matado o próprio marido, segundo a polícia carioca.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.