in

Rodrigo Hilbert faz emocionante homenagem ao sogro que morreu com Covid-19: ‘Um pai’

GaúchaZH

Há três meses, Fernanda Lima compartilhou com seus fãs e a mídia que seu pai contraiu o coronavírus e teve que ser internado para o tratamento. A apresentadora divulgou a expectativa da melhora e recuperação de seu pai, Cleomar Lima. O maior pedido, é claro, era para que o ex-atleta reagisse à doença.

Publicidade

Mais uma vítima da Covid-19: ‘Foi cruel não poder estar ao teu lado’, diz Fernanda Lima a seu pai

Neste sábado (18), Fernanda lamentou a perda de seu pai, na rede social Instagram, e disse que infelizmente, o senhor Cleomar foi mais uma vítima que faleceu no meio deste caos da pandemia da Covid-19. A apresentadora lembrou que o pai, de 84 anos, chegou a mostrar melhoras no quadro e até saiu da UTI, mas em determinado momento aconteceu complicações na saúde dele.

Cleomar Lima falece depois de 120 dias internado e apresentadora faz homenagem emocionada

Fernanda Lima detalhou com emoção, que em uma de suas visitas ao hospital, sem poder ficar muito exposta ao coronavírus, colocou a música preferida de seu pai, ‘Preciso Me Encontrar’ do Cartola, e chorou muito enquanto ficou perto dele, e observava as lágrimas escorrerem de seu olhar vago. 

Publicidade

“Descansa pai. Paizinho, a primeira foto que escolhi para te homenagear foi essa, porque ela sempre me impressionou pela tua garra nesse salto. Com o tempo eu fui enxergando outras virtudes: a força, a coragem, a determinação, a perseverança e a tua disciplina contida na mesma imagem”, escreveu Fernanda com riqueza de detalhes da trajetória do pai. 

Publicidade

Na declaração, a apresentadora deixou em evidência toda a sua admiração e reconhecimento do esforço no início da carreira, formação da família Lima do pai que depois venceu a pobreza e cresceu através dos estudos, se dedicando a faculdade de contabilidade e direito. Cleomar Lima, segundo Fernanda, terá uma despedida para os íntimos, em uma cerimônia singela, mas que assim que esta pandemia passar, terá uma grande despedida.

Publicidade

Rodrigo Hilbert apoiou sua esposa e publicou uma palavra emocionante tentando explicar a perda inestimável do sogro. “Tenho certeza que ele me tinha e me cuidava como um filho, e eu a ele como um pai. Lembro do dia em que olhou para o meu pé e me apelidou de PEZÃO. E essa era a forma que nós nos chamávamos”,  demostrou o genro, uma ligação muito forte.

Publicidade
Publicidade
Publicidade