in

Luiz Bacci acusa PCC por morte de homem que teve foto divulgada no Cidade Alerta

Record TV

O apresentador Luiz Bacci vem recebendo duras críticas nas redes sociais depois que um homem que teve a foto exibida durante o Cidade Alerta foi morto a tiros na cidade de Salto, interior de São Paulo. O crime ocorreu na segunda-feira (13), após a foto de Alecio Ferreira Dias ser exibida no programa policial.

Publicidade

O homem era apontado como suspeito do desaparecimento da jovem Priscila Martins. A foto exibida tinha um borrão que impossibilitava de ver o rosto do homem, mas para quem o conhecia estava fácil identificá-lo. No ar, Bacci pediu às pessoas que não fizessem justiça com as próprias mãos.

O pedido não serviu para nada. Homens invadiram a casa do suspeito e tiraram sua vida. Bacci recebeu duras críticas nas redes sociais e pessoas chegaram a pedir intervenção no Ministério Público para que o Cidade Alerta fosse retirado do ar.

Publicidade

Bacci culpa PCC pela morte

No Cidade Alerta desta quarta-feira (15), Luiz Bacci falou sobre o assunto e acusou o Primeiro Comando da Capital (PCC), facção que age dentro e fora dos presídios de São Paulo e de outros estados, pela morte de Alecio. O fato de ele ter levado sete tiros fortalece a argumentação do apresentador. 

Publicidade

“Pelas características, sete tiros disparados contra esse homem, há uma grande possibilidade, de acordo com a investigação, de se ter o PCC, que domina as comunidades onde tudo isso aconteceu”, afirmou o apresentador, ao vivo no programa da Record TV. Bacci disse também que a polícia estava prestar a pedir a prisão de Alecio e que já havia indício contra ele. Segundo o jornalista, o homem foi morto na calada da noite.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!