in

Sikêra Júnior diz se entrará para a política e aconselha Bolsonaro sobre cloroquina: ‘se eu tivesse tomado’

Fotomontagem: Vieira Filho

Recentemente, o apresentador da Rede TV, Sikêra Júnior, viu o resultado do sucesso de seu trabalho refletindo economicamente, tendo seu salário aumentado para cerca de 500 mil reais mensais. Reconhecido por sua postura polêmica em relação ao jornalismo, em entrevista concedida ao Morning Show da rádio Jovem Pan, ele revelou se pensa em entrar para o ramo político.

Publicidade

Ao ser questionado sobre a vida política e um possível ingresso em algum cargo político, Sikêra revelou que não possui nenhum desejo voltado para esse âmbito. O jornalista pretende um futuro totalmente dedicado à televisão, como tem feito.

De forma sarcástica, Sikêra ainda fez uma brincadeira em relação à política, dando a entender que não teria noites tranquilas de sono com a Polícia Federal o acordando bem cedo: “Jesus Cristo me defenda e me livre! Meu travesseiro vale muito mais. A Polícia Federal na minha porta seis da manhã me acordando? Jesus me livre!”, brincou.

Publicidade

Jeito mais informal de noticiar

Em determinado momento da entrevista, o jornalista destacou que seu sucesso está diretamente ligado à forma que utiliza para transmitir as notícias ao público, priorizando uma linguagem mais popular e direta, sem muitos formalismos. Para ele, as pessoas não simpatizam com termos mais complexos e difíceis de entender.

Publicidade

Conselho sobre cloroquina

Recentemente, Sikêra Júnior contraiu o novo coronavírus e, ao saber do diagnóstico positivo do presidente Bolsonaro, ele aproveitou para aconselhar o líder do Executivo, justamente por já ter passado pela experiência. O apresentador recomendou a Jair que fizesse uso da cloroquina, destacou que esse medicamento o ajudou muito: “[…] Se eu tivesse tomado no início do tratamento eu não teria sofrido tanto”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade