in

Fabiana Anastácio morre vítima de Covid-19; comunidade gospel lamenta: ‘Difícil acreditar’

Divulgação/Dia

A cantora gospel Fabiana Anastácio morreu na manhã desta quinta-feira, 04 de junho, após lutar contra a Covid-19. Infelizmente, a famosa que era conhecido pelo brilhante trabalho realizado no meio evangélico se tornou mais uma das vítimas da pandemia do novo coronavírus.

Publicidade

A comunidade evangélica está em luto pela partida tão precoce de uma das vozes mais marcantes da atualidade. Fabiana Anastácio estava hospitalizada há uma semana na UTI – Unidade de Terapia Intensiva de um hospital em São Paulo. A família da cantora chegou a fazer uma vaquinha online para arrecadar fundos para ajudar no tratamento.

Fabiana Anastácio fazia parte do grupo de risco para o coronavírus, pois era obesa. A morte tão repentina da cantora caiu como uma bomba nas redes sociais, deixando os fãs, amigos e familiares tristes com a perda. Muitos se manifestaram prestando homenagens e deixando o último adeus.

Publicidade

Morte de Fabiana Anastácio repercute nas rede sociais

“Está difícil de acreditar”, disse uma fã na web. Já outro internauta disse: “Que Deus console amigos e familiares…”. “O Brasil e o mundo gospel perde uma das suas mais brilhantes e encantadoras vocês, a cantora Fabiana Anastácio, morreu hoje vítima da covid 19, a covid é uma doença seria e mata, então se cuidem, usem máscara, e só saem de casa se for realmente necessário “, alertou uma usuária da rede que fez questão de ressaltar a gravidade da doença que tem sido negligenciada por muitos.

Publicidade

Trajetória

A cantora Fabiana Anastácio foi criada em um lar evangélico e começou a demonstrar o seu talento desde muito cedo. Ela participava de corais nas igrejas em que seu pai fazia ministração. Numa certa ocasião, ela foi filmada durante o culto e depois disso ganhou notoriedade no Youtube.
A cantora deixou três filhos e era casada com o pastor Rubens Nascimento.  

Publicidade

Infelizmente, o número de mortos por Covid-19 no Brasil cresce vertiginosamente a cada dia. O número de vidas perdidas em virtude da doença já ultrapassou 30 mil. De acordo com especialistas, o país ainda não atingiu o pico da doença.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.