in

Jair Bolsonaro detona Rede Globo ao chamá-la de TV Funerária: ‘Divulgam só notícia ruim’

Jornal Nacional/Globo | Reprodução

Jair Bolsonaro não anda nada satisfeito com a Globo, e endureceu o tom nesta sexta-feira (22), dia histórico em seu governo, marcado pela divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, a mando do ministro do STF, Celso de Mello. O encontro foi citado pelo ex-ministro Sérgio Moro como prova da tentativa de interferência do presidente da República na superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro.

Publicidade

Jair Bolsonaro ataca a Globo

Na noite de ontem, em coletiva de imprensa com jornalistas na porta do Palácio da Alvorada, os jornalistas de plantão estavam atentos ao pronunciamento de Jair Bolsonaro sobre a liberação das imagens. Aproveitando o seu espaço, ele voltou a tecer críticas contra a Rede Globo.

O político chamou a emissora de TV Funerária, em alusão ao grande tempo gasto nos telejornais da casa para a divulgação do número de mortos pelo coronavírus, os quais continuam crescendo em ritmo acelerado.

Publicidade

As divergências entre o presidente da República e a Rede Globo, em especial com o principal telejornal da casa, o Jornal Nacional, estão se arrastando há semanas. Grande parte da incompatibilidade está no trato às políticas entorno da pandemia do novo coronavírus. Ao passo que o presidente critica o isolamento social forçado e quer implantar a cloroquina e hidroxicloroquina, a emissora carioca faz campanha pela quarentena e aponta a falta de fundamentação para o uso das duas medicamentações no tratamento da Covid-19.

Publicidade

Disparou o presidente da República: “Divulgam só notícia ruim! Que horas são? Já deu 20h30? 20h42. Já tem 12 minutos que está no ar a TV Funerária. TV Globo. TV Funerária. Morreu mais tantos. Aquela cara de freira arrependida. O outro lá, o William Bonner, ‘morreu não sei o que lá'”, em tom de ironia.

Publicidade

William Bonner destaca crise do coronavírus

Por coincidência ou não, o âncora do Jornal Nacional, William Bonner, logo no início da edição desta sexta-feira, disse que os desdobramentos em Brasília com a divulgação do vídeo da reunião ministerial seriam abordados apenas em um segundo momento. Isso porque a cobertura da crise sanitária provocada pelo coronavírus é mais importante, sob a visão dos diretores do noticiário.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com