in

Regina Duarte é ‘atropelada’ por presidente Bolsonaro à revelia

Folha

Regina Duarte vê decisões da cultura serem tomadas à revelia com apoio de Jair Bolsonaro. A atriz Regina Duarte tem dado o que falar ao estar no cargo de Secretária de Cultura do governo de Jair Bolsonaro. Para assumir a pasta, a eterna “namoradinha do Brasil” precisou abandonar um contrato de mais de 50 anos com a Globo.

Publicidade

Mesmo assim, os dias de Regina Duarte no governo tem sido difíceis. De acordo com informações do site do jornal Folha de São Paulo, em matéria publicada nesta quinta-feira, 14 de maio, a maioria das decisões da cultura estão sendo tomadas à revelia da atriz. Ou seja, Regina Duarte não fica por dentro ou concorda com as decisões. 

Regina Duarte é esnobada por Bolsonaro, que toma decisões por ela na cultura

Inicialmente, quando assumiu a Secretaria de Cultura, Regina Duarte ouviu do presidente que ela teria carta branca na gestão. O problema é que a Secretaria pouco pode fazer atualmente. Isso porque ela está ligada a ministérios, como o do Turismo.

Publicidade

O único poder de ação que Regina Duarte teve do governo foi ao assumir o cargo. A atriz que fez papéis como as Helenas de Manoel Carlos pôde demitir alguns nomes que eram polêmicos e permeavam instituições ligadas à cultura. Com o tempo, isso foi mudando. Um dos defafetos da mãe de Gabriela Duarte é Sérgio Camargo, que esta a frente da Funarte. 

Publicidade

Mesmo sendo “atropelada” pelo governo Bolsonaro, a atriz Regina Duarte tem decidido persistir na ideia de ficar no cargo. Na polêmica entrevista que deu à CNN Brasil, a famosa chegou a pedir os famosos 100 dias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.