in

Morte do ator Flávio Migliaccio continua repercutindo e partido acusa Bolsonaro

Reprodução: Globo

A morte do ator Flávio Migliaccio, aos 85 anos, continua repercutindo em todo o Brasil. O veterano da televisão brasileira estava em um sítio na cidade de Rio Bonito, no Rio de Janeiro. O corpo foi encontrado na manhã da segunda-feira (4). Ao lado, havia uma carta escrita pelo ator.

Publicidade

Flávio Migliaccio era um ator muito querido por seus colegas de trabalho. Aos 85 anos, ele atuou em diversas novelas, séries e filmes ao longo da carreira. O ator está no ar atualmente na reprise da novela Êta Mundo Bom, exibido no Vale a pena ver de novo.

Famosos e anônimos se despediram de Migliaccio

Nas redes sociais, anônimos e famosos postaram mensagens de despedida para o ator Flávio Migliaccio. Nomes como Caio Blat, Paulo Betti, Sophie Charlotte, Caroline Dieckman, Dadá Coelho, entre muitos outros se despediram do ator. O nome de Migliaccio apareceu entre os assuntos mais comentados do Twitter durante a segunda-feira.

Publicidade

Partido causa polêmica ao citar Bolsonaro na morte do ator

O PCdoB fez uma postagem polêmica em suas redes sociais. O partido divulgou um texto do site Vermelho, voltado para a esquerda, em que afirmava que o governo Bolsonaro tinha culpa na morte de Flávio Migliaccio. O post pegou tão mal que foi apagado.

Publicidade

“Publicamos um link de um material jornalístico que não traduz nossa visão e nossa opinião sobre o falecimento do ator Flávio Migliaccio. Pedimos desculpas à família, amigos e todos que admiram o trabalho deste grande brasileiro que nos deixou”, postou o perfil oficial do PCdoB. Muitas críticas já haviam sido feitas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!