in

Padre Fábio de Melo revela drama com a família: ‘me transformei em caixa eletrônico’

UOL

O conhecido padre Fábio de Melo conquistou o coração do público brasileiro, ele é um padre conhecido por seu carisma, por sua bondade e por além de ser sacerdote, ser cantor. No último dia 29 de março, o padre fez uma live junto com o pastor, também muito conhecido, Caio Fábio. Na live, o padre revelou coisas muito profundas sobre sua vida sobre sua intimidade e sobre sua carreira artística.

Publicidade

Fábio de Melo abre o coração e revela drama com os irmãos

Ainda no início da live o padre fez questão de mencionar a profunda admiração que ele sente pelo pastor Caio Fábio. Ele contou que Caio teve uma profunda responsabilidade durante a sua formação como o padre, muito daquilo que ele ensinava foi o útil para seu crescimento como sacerdote, e mesmo sem se conhecer pessoalmente, ele carrega muito carinho pelo pastor.

O padre revelou que quando precisou mudar de cidade para outra paróquia, decidiu que as pessoas que fossem trabalhar com ele seriam tratados como membros de sua família, e isso de fato aconteceu. Todas as pessoas que estão a serviço do padre, segundo ele, são como mãe, irmãos, primos e tios que ele carrega com muito carinho em seu coração.

Publicidade

Meus irmãos só me procuram quando precisam

O sacerdote contou com profundo pesar, que a fama que ele adquiriu como padre e músico, trouxe a ele um problema. Ele contou que se sentia mal em ver que as pessoas o conheciam como músico, mas que aquele contato de padre com os fiéis estava ficando muito distante. E isso fez com que ele adoecesse. 

Publicidade

Caio Fábio perguntou como era seu relacionamento com sua família e ele contou que os irmãos de sangue começaram a tratá-lo como famoso, e isso causou um distanciamento e uma tristeza muito grande a ele. Segundo seu depoimento em live,  ele deixou de ser o Fabinho, e passou a ser visto como aquele que não pode errar, aquele que não pode chorar e que tem que ser o exemplo para tudo.

Publicidade

Fábio contou que os irmãos só o procuram quando precisam de ajuda. “Lamentavelmente para muitos, eu me tornei um caixa eletrônico“, desabafou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.