in

Startup ligada a Luciano Huck dispensa centenas de funcionários pelo WhatsApp

Globo/Montagem

Empresa Alicerce, ligada a Luciano Huck, dispensa funcionários por meio do WhatsApp em meio à pandemia do coronavírus. A informação foi dada pelo site da Revista Fórum. Luciano Huck é sócio e garoto-propaganda da companhia, que é uma startup de aulas de reforço. Ou seja, a empresa ajuda professores a trabalharem como explicadores, dando aulas extras para estudantes. 

Publicidade

Luciano Huck se vê em polêmica, após empresa dispensar mais de 400 funcionários

A dispensa da empresa aconteceu no dia 20 de março. A forma como a Alicerce avisou os colaboradores que eles ficariam sem trabalhar também criou polêmica. A empresa utilizou-se do WhatsApp para informar a situação.

A dispensa ocorre em um momento que Luciano Huck chegou a fazer críticas ao próprio presidente da república. Luciano Huck é considerado provável candidato à presidência em 2022. 

Publicidade

Funcionários de empresa ligada a Luciano Huck terão ajuda do governo Bolsonaro

A empresa revelou aos colaboradores que a dispensa ocorreu porque não estão podendo ter aulas presenciais nesse momento. Com isso, o serviço de explicador está proibido e não terá como continuar com os seus mais de 400 colaboradores em cidades com Minas Gerais, Paraná e São Paulo.  O coronavírus tem feito com que organizações criem decretos para evitar o contato social. 

Publicidade

Os mais de 400 professores que trabalham, ou trabalhavam, para as 37 unidades do grupo são microempreendedores individuais, os MEI.  Eles agora vão ter, por mês, uma ajuda de R$ 600 do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.