in

Corta! Entrevistas ao vivo que terminaram muito mal

Estadão

Quando um repórter faz uma pergunta para uma pessoa aleatória em algum evento, ele precisa esperar todo tipo de resposta. Muitas vezes, o entrevistado solta uma resposta tão inesperada que é capaz de render assunto para toda uma semana, e até mesmo quando é uma entrevista programada o final é imprevisível.

Publicidade

1 – Irineu 

Este é um caso emblemático e que virou meme por todo o país. Era apenas uma reportagem que denunciava carros parados em fila dupla, a repórter decidiu questionar um dos motoristas que estavam no local, e a resposta dele foi, no mínimo, inesperada.

2 – José está com muita fome 

Ao tentar divulgar uma feirinha muito comum em Curitiba, uma repórter abordou um jovem menino, José, e decidiu pergunta-lo sobre sua experiência naquela feirinha tão conhecida. José e a repórter conversaram um pouco e o menino foi bem sincero na entrevista.

Publicidade

3 – Menina sincera 

A sinceridade de uma criança pode ser uma coisa bem indelicada, neste caso não foi diferente. A menina que claramente não queria estar em meio a um protesto, foi abordada por uma repórter e de formar muito sincera, respondeu as perguntas feitas.

Publicidade

4 – Uma briga séria 

A entrevista que o João Gordo fez com o Dado Dolabella é um exemplo perfeito de como uma entrevista não deve terminar. Durante todo o programa, o apresentador (João Gordo) tentou humilhar o ator, que aos poucos começou a sair do sério. Em determinado momento, o clima ficou tão pesado no programa que era quase que impossível evitar que acontecesse uma troca de socos ao vivo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.