in

Netflix toca projeto polêmico e é detonada por ator de Breaking

Netflix

Que atire a primeira pedra quem nunca assistiu a um vídeo no Youtube em modo acelerado. O Google permite que o usuário acelere em até 2x a velocidade de reprodução do conteúdo que deseja, tornando um vídeo até 50% menor, mas e quando se trata do universo de TV em streaming? Será que daria certo? Esse é um projeto que a Netflix está levando em consideração.

Publicidade

Na ideia inicial, toda atenção está voltada para a manutenção da qualidade do áudio, o que em princípio é o maior dos problemas, ou seja, não se trata simplesmente de acelerar o vídeo. Isto até já é possível, porém quando o cliente opta por esse modo de reprodução, a obra fica muda.

Toda pesquisa é voltada tendo por base essa premissa. ‘Acelerar’, sem comprometer a qualidade do som. Só que a ideia não foi bem aceita até por representantes do universo do entretenimento. Mexer na obra pronta, após a mesma ser divulgada, inclusive acelerando partes onde talvez seria necessário que o espectador ‘sentisse’ o momento, podem trazer sérios prejuízos à trama.

Publicidade

O ator Aaron Paul, o eterno Jesse Pinkman da série Breaking Bad e no topo das listas de reprodução com a chegada de ‘El Camino’, produção da própria Netflix, foi um dos que detonou a ideia de que este tipo de recurso seja implementado.

Publicidade

“Não há nenhuma maneira de a Netflix ir adiante com isso. Significaria que eles estão pegando o controle da arte de qualquer outra pessoa e destruindo-a. Netflix é muito melhor que isso. Estou certo?”, afirmou consternado em sua declaração a respeito.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Evandro

O mundo do entretenimento é a minha vida.