in

Naldo Benny dispara em entrevista: ‘Sem o Naldo, não existiria Anitta’

Em entrevista ao podcast BarbaCast, Naldo Benny afirmou ter sido o responsável por industrializar o gênero do funk pop.

Diculgação/IG

O cantor Naldo Benny participou do podcast BarbaCast, apresentado por Rafael Cotta e Ellen Cardoso, mais conhecida como Mulher Moranguinho, na sexta-feira (29). No bate papo, que logo repercutiu nas redes sociais, o artista destaca ser o pioneiro do funk pop no país e, inclusive, afirmou que sem o seu sucesso, Anitta não seria tão famosa por todo o mundo como é atualmente.

Publicidade

Benny começou dando razão a sua ex-empresária, Kamilla Fialho, que, segundo ele, diz que “sem o Naldo, não existiria Anitta”. Em seguida, o cantor esclarece sua afirmação destacando que ele foi o responsável por criar o gênero do funk pop. O marido de Moranguinho diz que ele conseguiu transformar o funk em uma indústria. “Industrializei o gênero”, afirmou o famoso.

Naldo Benny afirma que as suas músicas foram responsáveis por abrir portas a outros artistas. Ele lembra que, em 2011, quando gravou o seu primeiro DVD, não existia a Poderosa, Ludmilla ou “nenhuma dessas [cantoras de funk pop]”.

Publicidade

O famoso ainda lembrou de entrevistas concedidas por ele no ano de 2008. Na época, Naldo dizia que teria uma casa em Miami e construiria uma carreira internacional. Ele conta que o seu plano era começar com em Miami, com o público latino, algo que ele diz ter sido seguido por Anitta.

Publicidade

Naldo Benny destacou que, ao seu ver, os estrangeiros se identificam com o funk. O cantor diz acreditar que conseguiria gravar feats com Jay-Z ou Chris Brown, destacando que o seu som é um som urbano e eletrônico como o destes cantores. “É da rua”, completou.

Publicidade

Publicidade