in

Em reencontro, Jô Soares perdoou o taxista que tirou a vida de sua mãe: ‘Meu filho, você está perdoado’

O diretor, apresentador, escritor e humorista faleceu nessa sexta-feira (05).

Globo / BN

Jô Soares faleceu durante a madrugada desta sexta-feira (05/08). O apresentador, escritor, humorista e diretor estava afastado da televisão desde 2016, quando o Programa do Jô foi extinto da TV Globo. Aos 84 anos, o comunicador estava com sua saúde debilitada.

Publicidade

A família de Jô Soares, seguindo recomendações do próprio humorista, não divulgou a causa da morte. O que se sabe é que Jô Soares estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 28 de julho, por conta de uma pneumonia.

Muito discreto a respeito de sua vida pessoal, Jô Soares abriu o coração sobre a morte de sua mãe há alguns anos, mais precisamente em 2015. Em entrevista a Marcelo Bonfá, o apresentador contou que Mercedes Leal morreu após um trágico atropelamento. Na ocasião, Jô tinha apenas 30 anos, enquanto sua mãe estava com 70.

Publicidade

Na entrevista, que está disponível no YouTube, o apresentador contou que teve a oportunidade de reencontrar o taxista que atropelou sua mãe. O momento aconteceu 10 anos após o acidente. Jô disse que nem se deu conta de quem era quando pegou um táxi no aeroporto Santos Dumont.

Publicidade

Quando ele chegou em casa, o taxista abriu o jogo, disse que foi ele quem atropelou a sua mãe, e contou que há dez anos não conseguia dormir, devido a esse fato. O taxista contou, ainda, que só conseguiria dormir novamente se tivesse o perdão de Jô.

Publicidade

Meu filho, você está perdoado“, respondeu o apresentador, dizendo que ele foi perdoado desde o momento em que socorreu Dona Mercedes, a levou ao hospital e permaneceu ao lado do pai dele até o momento em que ela faleceu. Jô Soares disse para o taxista que ele não tinha culpa alguma pelo acidente e que tinha feito tudo o que podia fazer. Ele terminou dizendo que os dois choraram muito.

Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com