in

Pantanal, Guta transforma vida de Zuleica em um inferno na fazenda: ‘A porta da rua é a serventia da casa’

Jovem fará de tudo para dificultar a vida da enfermeira durante sua estadia no Pantanal.

REDE GLOBO | DIVULGAÇÃO

Após sua chegada no Pantanal, Zuleica enfrentará uma série de problemas de adaptação. A enfermeira chegará à fazenda após Tenório escorraçar a esposa, por descobrir suas traições. Porém, a vida de Zuleica não será fácil, pois ela terá que assumir os afazeres de Maria Bruaca. Sem prática com a lida, a segunda mulher do vilão não saberá comandar o fogão.

Publicidade

Inconformada com a situação da mãe, Guta fará de tudo para infernizar a vida de Zuleica. A enfermeira pedirá ajuda para acender o fogão e receberá uma resposta irônica da jovem, que afirmará que o pai arranjou uma nova “bruaca” para a casa. Zuleica ficará desesperada durante a preparação do jantar para Tenório.

No início da refeição, a mãe de Marcelo dirá que tentou fazer seu melhor, mas que ainda não estaria adaptada à rotina da casa. Sarcástica, Guta pedirá para que Tenório compre um fogão para a mulher, afirmando que o botijão de gás está em ótimo preço.

Publicidade

Por fim, Guta dará mais uma cutucada na mulher de Tenório. “Se tiver achando ruim é só dar meia-volta. Como o meu pai sempre diz: a porta da rua é a serventia da casa“, cravará a jovem. O fazendeiro repreenderá a filha, afirmando que muita coisa irá mudar na casa da família após a partida de Maria Bruaca.

Publicidade

Guta sai de casa em Pantanal

Mais tarde, a engenheira terá uma discussão ferrenha com o pai. Indignada e sem saber o paradeiro da mãe, a jovem fará as malas e deixará a fazenda. Guta também estará lutando contra os sentimentos pelo próprio irmão, mas, futuramente, ouvirá de Zuleica que Marcelo não é filho biológico de Tenório.

Publicidade
Publicidade