in

Pantanal: demitida por Bruaca, Zefa pede emprego a José Leôncio e entrega mais um crime cometido por Tenório

A empregada escancarará a situação de trabalho que viveu na fazenda de Tenório; ela fará revelações bombásticas a José Leôncio.

Foto: Reprodução/ TV Globo

Em Pantanal, Zefa revelará mais um crime cometido por Tenório. Após ser demitida por Maria Bruaca, a jovem procurará Tadeu e pedirá ajuda ao peão. Ela contará a sua situação e o rapaz se solidarizará e pedirá a seu pai para deixar a empregada morar em sua fazenda. Na ocasião, a interiorana revelará que era explorada pelo grileiro e que trabalhava em troca de comida em um lugar para dormir.

Publicidade

A jovem será demitida pela mãe de Guta após ela descobrir que foi por meio da língua afiada de Zefa que Tenório descobriu que estava sendo traído. Tomada pelo ódio, Maria Bruaca mandará Zefa arrumar suas malas e expulsará a jovem. Sem ter para onde ir, a empregada enfrentará uma longa estrada de chão e chegará a cogitar ir para cidade para tentar achar um emprego. No meio do caminho, ela receberá ajuda de um caminhoneiro que a deixará na fazenda de José Leôncio.

A jovem procurará Tadeu e contará tudo que aconteceu. Logo depois, o irmão de Jove levará Zefa até Filó, que a receberá de braços abertos. Por lá, a dona de casa acompanhará a empregada até o escritório de José Leôncio para interceder pela jovem. O fazendeiro ficará assustado com a expressão de Zefa e perguntará o que aconteceu. “O que é que ocê tá fazêno c’o essa trôxa debaixo do braço?”, questionará o pai de José Lucas.

Publicidade

Filó dirá que Zefa foi demitida por Maria Bruaca e revelará que a moça não tem onde ficar. A ex-funcionária de Tenório oferecerá seus serviços em troca de abrigo e revelará que nunca recebeu um salário em todo tempo que trabalhou para o grileiro. José Leôncio ficará em choque com a revelação da jovem e perguntará a Filó se ela está precisando de ajuda. “Acho que num se trata d’eu tá ou num tá precisâno de ajuda, né Zé?”, dirá a mãe de Tadeu.

Publicidade

Logo em seguida, o fazendeiro dirá que irá assinar a carteira de trabalho de Zefa, mas será surpreendido com mais uma revelação da moça. A empregada dirá que nunca teve carteira assinada e que se quer tem o documento que garante seus direitos como prestadora de serviços. José Leôncio contratará a interiorana e afirmará que vai providenciar todos os documentos necessários para legalizar o trabalho dela.

Publicidade
Publicidade