in

Datena é condenado a pagar processo, não aceita e fala tudo ao vivo

O apresentador não gostou nada da decisão da Justiça que o condenou a pagar 10 mil reais.

Reprodução/Band

Condenado em um novo processo, o apresentador José Luiz Datena, que comanda o policialesco “Brasil Urgente” nas tardes da Band, aproveitou o espaço do seu programa dessa segunda-feira, 25 de julho para desabafar sobre o caso onde, junto da emissora, foi condenado após opinar sobre um caso de homicídio ocorrido há mais de um ano.

Publicidade

Segundo dados do processo, Datena e a emissora dos Saad terão que desembolsar R$ 10 mil a um rapaz que alegou de legítima defesa após o disparar uma arma de fogo em uma briga de trânsito.

Na ocasião em abril de 2021, o incidente vitimou o auxiliar de estoque Ricardo Soares.

Publicidade

Indignado com o resultado da sentença, Datena interrompeu o programa e afirmou não sentir culpa de ter chamado o rapaz de “canalha”.

Publicidade

De acordo com o comunicador, a vítima estaria no carro ao lado da esposa e do filho pequeno: “O sujeito foi executado com um tiro no pescoço na frente da mulher e eu que sou culpado por ter usado um palavreado muito pesado”, disse revoltado.

Publicidade

Datena continuou argumentando com o público questionando “O que é o cara que atira no pescoço [de alguém]?”, disse ao relembrar que a vítima estava ao lado da esposa e de um bebê de colo.

O apresentador, que recém voltou ao comando do programa após ser internado com Covid-19, garantiu ainda que pagará a indenização, mas não pretende se calar diante da situação: “Espero que a Band já tenha recorrido, se não eu mesmo vou arrumar advogado e recorrer”, disse ao reforçar que considera um absurdo: “E eu tenho que pagar por isso?”

Publicidade

Escrito por Daniel Spagnuolo

Jornalista MTB 0090259/SP, apresentador e locutor.
Escrevo sobre TV e Famosos há 12 anos e hoje faço parte do podcast tvemais
Instagram https://instagram.com/danielbsn
Twitter: https://twitter.com/odanielbsn