in

Ator Maurício Mattar detalha como Guilherme de Pádua assediava homens: ‘Pedia para eu mostrar’

O artista contracenava com Daniella Perez quando a atriz foi assassinada, em 1992.

IstoÉ / Reprodução

Em 1992, o agora ex-ator Guilherme de Pádua foi acusado de tirar a vida da jovem atriz Daniella Perez. Na época do assassinado da filha de Glória Perez, os dois trabalhavam juntos na novela De Corpo e Alma, escrita pela mãe da artista.

Publicidade

Guilherme foi condenado pela justiça a 19 anos de detenção, porém só ficou preso por sete e recebeu a chance de ficar em regime condicional. Com o passar do tempo, ele se tornou pastor evangélico e não voltou a atuar.

Recentemente, a HBO Max lançou um documentário detalhando a morte de Daniella. José Muiños Piñeiro Filho, que era promotor no caso, contou que o acusado do assassinato chegou a tentar mostrar o órgão íntimo a fim de provar sua inocência.

Publicidade

Contudo, o ator Maurício Mattar, um dos grandes nomes da televisão brasileira, já havia vindo a público para contar sobre o suposto caso de assédio provocado por Guilherme. O artista disse que o acusado teria até mesmo pedido para ver seu órgão genital.

Publicidade

O caso aconteceu, de acordo com Maúrício, durante a peça musical Blue Jeans. “Sempre que eu ia trocar de roupa, o Guilherme colava em mim, ficava olhando de banda e até mesmo pedia para eu mostrar meu pênis”, declarou o pai de Petra Mattar.

Publicidade

Maurício acrescentou que Guilherme costumava cometer assédio contra homens na época da peça. “Era muito desagradável. Ele contou que transava com homens desde que chegou ao Rio de Janeiro“, disse ainda o artista.

Segundo Maurício, Guilherme lhe confessou que ficaria com quem fosse preciso para conseguir subir na vida.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.