in

Cantor vive situação dramática após filho de 4 anos sofrer afogamento secundário; condição pode ser fatal

O artista aproveitou a sua notoriedade na mídia para fazer alerta sobre esse tipo de situação que pode ser fatal.

Foto: Reprodução/Mirror

A família de um cantor passou por uma situação dramática com o filho de apenas quatro aninhos. As crianças gostam de brincar com água e a piscina é um momento de diversão que essa galerinha adora. No entanto, é preciso ter muito cuidado durante a brincadeira para evitar problemas.

Publicidade

Charlie Simpson, vocalista da banda de pop britânica chamada Busted, relatou que o filho precisou ser hospitalizado recentemente após ter sofrido uma condição chamada de afogamento secundário. A criança de quatro anos estava nadando na piscina de um hotel quando voltou à superfície apresentando tosse e cuspindo água. Momentos depois, o garotinho começou a se sentir mal e teve que ser encaminhado ao hospital.

Os médicos que fizeram atendimento do menino deram o diagnóstico de afogamento secundário. Ainda conforme os profissionais, a criança por muito pouco não desenvolveu uma pneumonia. O pequeno Jago precisou ficar três dias internado. De acordo com a equipe médica, o garotinho inspirou água da piscina enquanto estava nadando.

Publicidade

Após passar por exames, os médicos detectaram que havia líquido nos pulmões da criança. O cantor agora aproveita sua visibilidade para alertar a população sobre o afogamento secundário. Charlie fez questão de frisar que se não tivesse corrido para o hospital com o menino, provavelmente o desfecho da história teria sido bem diferente.

Publicidade

Afogamento secundário: o que é?

Muita gente provavelmente não conhece a condição e não sabe como identificar o problema. Esse artigo vai explicar como reconhecer o afogamento secundário e quais os sintomas. O afogamento secundário é uma complicação considerada rara, porém pode ser algo fatal. Ela ocorre quando uma pessoa acaba inspirando uma quantidade de água, pode até ser pequena, mas é o suficiente para irritar os pulmões e provocar uma inchação.

Publicidade

A condição pode acabar evoluindo para um edema pulmonar. O problema pode desencadear dificuldade respiratória aguda dificultando o funcionamento dos pulmões que não conseguem obter a quantidade necessária de oxigênio na corrente sanguínea.

Sintomas

É necessário que os pais ou responsáveis fiquem atentos se a criança engoliu água durante brincadeiras, seja na piscina ou na praia. Vale frisar que os sintomas podem levar até 72 horas para aparecer. Deve-se buscar ajuda médica em caso de dificuldade respiratória fadiga extrema, irritabilidade ou alteração de humor, tosse persistente, febre ou dor no peito.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.