in

Relembre: polêmica atriz da Globo que recusou tratamento de câncer e teve somente 15 pessoas no velório

Atriz da Globo teve uma vida considerada polêmica e recusou iniciar tratamento contra o câncer.

Sérgio Berezovsky/VEJA

A Globo é responsável por levar até a casa dos brasileiros inúmeras produções que vão desde o jornalismo, passando pelo esporte e o entretenimento. Entre novelas, minisséries e seriados, a emissora dos Marinho revelou e trouxe de volta estrelas que estavam no anonimato.

Publicidade

Uma das personalidades que voltou na televisão depois de muitos anos fora da telinha foi a atriz Norma Bengell, que foi uma dama do teatro e do cinema nas décadas de 50 a 70. Ela terminou a vida envolta a problemas de saúde e financeiros.

Atriz da Globo recusou tratamento de câncer

Norma Bengell faleceu no Rio de Janeiro no dia 9 de outubro de 2013, após recusar o tratamento para um câncer agressivo e de ter se negado a ir residir no Retiro de Artistas. Essa casa é conhecida por acolher personalidades brasileiras que brilharam nos palcos, rádios e televisão e não tem mais onde morar.

Publicidade

Carreira de Norma Bengell

A atriz nasceu no dia 21 de fevereiro de 1935, no Rio de Janeiro. Ela surgiu na televisão pela primeira vez em 1967, em A Sombra de Rebecca. Antes disso, brilhou no teatro, no cinema e como vedete dos célebres teatros de revista. Norma daria vida a inesquecível vilã de Dancin Days, escrita por Gilberto Braga. A atriz até chegou a gravar algumas cenas como Yolanda Pratini, porém, após uma briga com o diretor Daniel Filho, ela foi vivida por Joana Fomm, que se consagrou na televisão com esse papel.

Publicidade

Retorno à televisão

Após anos no anonimato e já enfrentando problemas de saúde, Norma Bengell voltou à televisão em 2008, vivendo a inesquecível Deise Coturno em Toma Lá, Dá Cá, de Miguel Falabella. Ela esteve no seriado da Globo por dois anos.

Publicidade

Recusa de tratamento

Norma foi diagnosticada com câncer no pulmão e recusou o tratamento de quimioterapia, depois de acompanhar a sofrida batalha da companheira, Sônia Nercessian. A atriz tinha uma dívida milionária e viveu em sua casa até o fim da vida, quando foi internada com falta de ar e foi à óbito. O corpo dela foi velado no Cemitério São João Batista, sendo cremado no dia seguinte. Em seu velório estiveram apenas 15 pessoas.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .