in

Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em imóveis de Filipe Ret após festa ‘open beck’

Em junho, vídeos da festa de aniversário de Filipe Ret repercutiram nas redes sociais e uma investigação foi aberta para apurar o caso.

Divulgação/ Gazeta

Nesta terça-feira (19) a Polícia Civil do estado do Rio de Janeiro cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em imóveis ligados ao famoso rapper Filipe Ret. O cantor se tornou alvo de uma investigação após uma suposta distribuição de cigarros de maconha na comemoração de seu aniversário, que aconteceu no fim de junho, na Zona Sul do Rio.

Publicidade

De acordo com o portal de notícias G1, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes do Rio (DRE-RJ) é a responsável pela investigação envolvendo Filipe Ret.

Em um dos apartamentos do cantor, que fica localizado na região do Flamengo, os agentes precisaram de um chaveiro para abrir a porta. O músico foi localizado em um resort em Angra dos Reis, local que também foi alvo de um mandado de busca e apreensão.

Publicidade

Filipe Ret ainda não comentou publicamente sobre a investigação.

Publicidade

Festa de aniversário polêmica

A comemoração do aniversário de 37 anos de Filipe Ret deu o que falar nas redes sociais após vídeos mostrando uma suposta distribuição gratuita de cigarros de maconha aos convidados.

Publicidade

Com a repercussão do caso, não demorou para que a DRE informasse a abertura de um inquérito para apurar o ocorrido. Na ocasião, o delegado Marcos Amin, titular da DRE, disse que estavam investigando uma “possível prática de tráfico de drogas” no evento, explicando que fornecer drogas, mesmo gratuitamente, é configurado crime de tráfico.

Ao repercutir os vídeos da festa, internautas chegaram a apelidar a comemoração de “Open beck”, em referência ao open bar, festa em que a bebida é distribuída gratuitamente.

Publicidade