in

Ator Stênio Garcia vive atormentado e se culpa após crime contra Daniella Perez: ‘Eu teria evitado’

O artista revelou que passou o dia gravando com a jovem no dia de sua morte.

Contigo

Em 1992, um crime chocou o Brasil inteiro. Trata-se do assassinato brutal da atriz Daniella Perez, filha de Glória Perez, uma das mais renomadas autoras do país. A jovem, que na época atuava em uma novela da mãe, foi vítima de Guilherme de Pádua com vários golpes.

Publicidade

Recentemente, o ator Stênio Garcia, nome importante da teledramaturgia brasileira, se manifestou sobre a morte da Daniella. O artista revelou que vive atordoado desde o assassinato da jovem, que na época era sua colega de trabalho.

Stênio e Daniella faziam papel de pai e filha na trama De Corpo e Alma. O ator relatou que no dia da morte da jovem ele pediu que ela fizesse a sessão de autógrafos sozinha para as crianças porque estava com pressa para fazer uma viagem. 

Publicidade

Segundo o artista, eles haviam se encontrado e gravado cenas juntos durante várias horas. Stêncio acredita que poderia ter evitado a tragédia que abalou o país: “Até hoje isso me atordoa muito porque fiz o pai dela na ficção duas vezes. No dia do crime, gravamos o dia todo e saímos juntos. Eu, que estava correndo para ir viajar, pedi que a Dani desse autógrafos para as crianças. Se eu pudesse imaginar, eu teria evitado“, desabafou.

Publicidade

Além da novela da mãe de Daniella, Stênio e a jovem também atuaram juntos na trama O Dono do Mundo, de 1991. A famosa tinha apenas 22 anos quando sua vida foi ceifada pelo companheiro de elenco, que fazia seu par romântico em De Corpo e Alma, e pela companheira dele, Paula Thomaz.

Publicidade

Segundo o que foi divulgado, Daniella recebeu 18 golpes de punhal dos assassinos.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.