in

‘Um dia de cada vez’: Bárbara Evans é acometida por tristeza após nascimento da filha e instabilidade vem à tona

A famosa usou seus perfis nas redes sociais para desabafar com os fãs após o nascimento de Ayla.

Reprodução Instagram Bárbara Evans

A atriz Bárbara Evans usou os seus perfis nas redes sociais nesta segunda-feira (11) para desabafar a respeito de um problema que vem enfrentando desde o parto. Embora o nascimento da filha, Ayla, seja motivo de grande alegria, a famosa está enfrentando um quadro psicológico experimentado por muitas mulheres nos primeiros dias após darem à luz.

Publicidade

Bárbara Evans encara tristeza após nascimento da filha

De acordo com o relato da modelo, nos primeiros dias após o parto, a tristeza não se fez presente em sua vida. Todavia, no momento, desabafou sobre o fato de estar vivendo um período ruim. “Quando a Ayla nasceu, eu não tive nada, fiquei super bem! Mas agora que a Ayla está com três meses, eu confesso que estou tendo umas tristezas”, iniciou.

Apesar do problema, Bárbara Evans deixou os fãs aliviados ao demonstrar um grande otimismo na recuperação de sua saúda psicológica. Para tanto, conta com o apoio do marido, Gustavo Theodoro, além de ter Ayla como grande inspiração para a sua vida. “Mas é erguer a cabeça, olhar a filha maravilhosa que eu tenho e seguir em frente. Um dia de cada vez”, continuou.

Publicidade

Problema de Bárbara Evans é compartilhado por muitas mulheres

A tristeza pós-parto, conhecida como “baby blues”, costuma atingir algumas mulheres nos primeiros dias após o parto, durando cerca de duas semanas. O fato é ocasionado pela mudança de vida da mãe, sobretudo no que diz respeito às transformações em seu corpo, alterações nos relacionamentos, privação de sono e isolamento social, além de preocupação com a nova responsabilidade de vida.

Publicidade

Os sintomas tendem a desaparecer após duas semanas com a regularização hormonal. Em casos graves, o “baby blues” pode desenvolver uma depressão, geralmente constatada no período subsequente após as duas semanas mencionadas. Os sintomas mais comuns são dificuldade para concentração, irritabilidade, humor deprimido, cansaço, pensamentos autodestrutivos, sentimento de inutilidade, ansiedade, alterações no sono e no apetite, dentre outros. Constatadas quaisquer circunstâncias neste sentido, a mãe não deve hesitar em buscar tratamento psicológico.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com