in

Luana Piovani abre o jogo e relata abuso que sofreu na Globo: ‘Era normal’

A atriz relatou episódio no qual diretor pediu para que ela se sentasse em seu colo; após negar o pedido, ela foi cortada do folhetim.

TV Globo

A atriz Luana Piovani decidiu abrir o jogo sobre uma situação de assédio que sofreu no início de sua carreira, na Rede Globo. De acordo com o relato da artista, tudo aconteceu durante as gravações do remake de Anjo Mau (1997).

Publicidade

Na época com 20 anos, Luana Piovani diz ter se recusado a se sentar na perna do diretor Carlos Manga, que morreu em 2015. Depois disso, a atriz diz ter sido cortada do elenco da trama sob o pretexto de que ela não agregaria à produção.

As declarações foram feitas pela apresentadora durante entrevista à revista Veja. “Na época era normal”, confessou Piovani, ressaltando só ter se dado conta de que foi vítima de abuso algum tempo depois.

Publicidade

Luana Piovani relata episódio 

Na entrevista, a artista contou estar ela e algumas pessoas, entre elas Luiza Brunet, na sala do diretor Carlos Manga, quando ele bateu na perna e pediu para que ela se sentasse em seu colo. A loira diz que logo pensou: “Tiozinho ousado”. Além disso, ela se negou a sentar no colo do diretor e se sentou no braço da poltrona.

Publicidade

Atriz relembra agressão

No bate-papo, Luana Piovani ainda comentou sobre as agressões que sofreu por parte do ator Dado Dolabella, com quem já namorou no passado. Ao ver da famosa, o ex-Fazenda não foi punido como deveria no caso.

Publicidade

“Nunca pagou a indenização”, expôs Luana Piovani, ressaltando ter vivido a sua primeira crise de ansiedade naquela época. A famosa diz não ter sofrido crise de ansiedade pela agressão em si, mas, na verdade, pela ressaca causada por todo o episódio. “Brasileiro é cruel, mas fantasiado de engraçadinho”, disparou.

Publicidade