in

Médico de Safadão expõe que hérnia de disco causou dano neurológico no cantor e ele quase perdeu os movimentos

O profissional contou que não tinha mais como esperar para fazer a cirurgia.

Instagram Wesley Safadão

Depois de ter que ficar afastado dos palcos sentindo fortes dores nas costas e dormência nas pernas, Wesley Safadão teve que ser submetido a uma cirurgia de emergência para retirar uma hérnia de disco no último dia 7.

Publicidade

Durante entrevista para o jornal O Globo, o médico Francisco Sampaio Junior, responsável pelo artista, contou que o estado clínico de Wesley ficou bastante grave antes de ser realizado o procedimento.

Segundo ele, o caso do músico foi uma exceção, visto que geralmente os pacientes que tem hérnia de disco não necessitam passar por cirurgia, já que as inflamações são absorvidas pelo próprio corpo no prazo de quatro a oito semanas.

Publicidade

Porém, na noite de quarta (6), Safadão começou a reclamar de dores nas partes íntimas e percebeu que as suas nádegas estavam anestesiadas, o que indicou um sintoma grave de dano neurológico.

Publicidade

Ainda conforme o especialista, o cantor estava quase tendo uma “síndrome de cauda esquina”, que é uma doença caracterizada pela compressão e inflamação de alguns nervos que ficam na parte de baixo do canal vertebral. Essa síndrome pode culminar em uma paralisia, causando incontinência no intestino, urinária e ainda a perda dos movimentos do local afetado.

Publicidade

Sampaio contou que Wesley poderia ter que usar uma sonda ou bolsa de colostomia para sempre. Logo, não havia outra coisa que a equipe médica poderia fazer a não ser a cirurgia o mais rápido possível, pois não era possível esperar e arriscar para ver o que iria acontecer.

Por meio de um comunicado oficial no perfil do famoso, a assessoria declarou que ele já está bem e já foi transferido para o quarto após a cirurgia.

Publicidade